Turma 2003

            _____________________________________________________________________________________________________________

Alex Sandro Costa Ramos

Título: Nas margens da História e da Literatura: A margem imóvel do rio.

Resumo : A presente dissertação propõe o estudo da relação entre literatura e história. A pesquisa visa a revisar e investigar as posturas contemporâneas que teorizam a respeito dessa relação e a analisar o livro A margem imóvel do rio, do escritor Luiz Antonio de Assis Brasil. Assim, este trabalho comporta divisões que objetivam distribuir os componentes analisados. Conforme tal ordenação, em primeiro lugar situam-se os princípios teóricos no que diz respeito à relação das duas áreas em questão; a seguir é feita a abordagem da ficção na narrativa histórica e vista a possibilidade de esta conter múltiplas versões. Em segundo lugar, encontra-se a revisão da obra literária de Assis Brasil no que se refere à história, temática principal de suas narrativas. Ao finalizar a dissertação, é realizada a análise de A margem imóvel do rio quanto aos aspectos representativos da história em seu enredo.

Data da defesa: 30/ago/2005

Clique aqui para visualizar a Dissertação


Alice Rache Fonseca

Título: Maria da Cunha e Vera Karam: diálogo de um século?

Resumo : Nesta dissertação analiso as histórias escriturais de duas dramaturgas - Maria da Cunha (1862 - 1917) e Vera Karam (1959 - 2002) -, que por meio de suas criações dramáticas, Edemeia ou O casamento infeliz e O casal ou Por que você não disse que me amava? libertam suas vozes e expõe o feminino na arquitetura de suas personagens. Fundamentada em princípios teóricos em que se mesclam conceitos próprios à dramaturgia, às categorias da narrativa e à Crítica Literária Feminista, verifico em que medida a loucura em Cunha e a ironia em Karam interferem no desempenho das protagonistas, determinando as relações de gênero. Pelo filtro do olhar da mulher, as escritoras discutem temas universais - a incompletude, a incomunicabilidade e o desamparo no cenário das relações entre os pares no casamento. Suas obras evidenciam que o século a distanciá-las não impede sua comunicação, ao contrário, permite que conversem e discutam com intensidade suas inquietações. Ao dar visibilidade à obra destas dramaturgas, este trabalho favorece o preenchimento de vazios, dos quais as histórias da literatura brasileira se ressentem.

Data da defesa: 24/jun/2005

Clique aqui para visualizar a Dissertação


Denise de Carvalho Dumith

Título: Maríada - uma odisséia em Janela do sonho, de Patrícia Bins.

Resumo : A presente dissertação busca apontar a presença e demonstrar a importância do mito de Penélope na obra Janela do Sonho, de Patrícia Bins, analisando-o comparativamente com o mito homônimo na Odisséia, de Homero. Outra meta é desnudar como se efetua a reatualização mítica por parte da autora a fim de criar seu universo textual. Para melhor situar o leitor, a primeira parte contempla agrupadamente a presença de outros mitos no romance, seguida de um capítulo onde os principais mitemas compositivos do mito de Penélope são analisados. Na última etapa, a face da escritora é enfocada, como resultado da busca identitária pela protagonista. Servem de pedras basilares para esta pesquisa os traçados teóricos de Gilbert Durand que resultam na mitodologia, e de Gerard Genette quanto aos níveis narrativos, auxiliados, em especial, pelas considerações de Mircea Eliade, Georges Balandier e Nizia Villaça.

Data da defesa: 13/abr/2005

Clique aqui para visualizar a Dissertação


Denise Pérez Lacerda

Título: Do imaginário o real: A história (re)contada em A casa das sete mulheres.

Resumo : Esta dissertação visa a refletir sobre a relação entre ficção e história, bem como sobre as diferenças entre o romance histórico tradicional e o novo romance histórico, a partir das origens no século XIX até o surgimento dos aspectos inovadores e diferenciados do novo romance histórico, verificando se essas relações estão presentes na obra da escritora gaúcha Letícia Wierzchowski A casa das sete mulheres.

Data da defesa: 26/abr/2006

Clique aqui para visualizar a Dissertação


Dilma Leite Schmitz

Título: Cancioneiro gaúcho: fonte do sistema literário sul-rio-grandense.

Resumo : Esta dissertação visa a demonstrar que O Cancioneiro Gaúcho é a fonte do sistema literário sul-rio-grandense, evidenciando que os elementos constitutivos do gaúcho, oriundos da produção oral e popular, foram aproveitados pela literatura sulina, enquanto flanco regionalista, e a apontar de que forma esses dados identitários foram sendo construídos e reelaborados para consolidar a identidade gaúcha e a literatura do Rio Grande do Sul.

Data da defesa: 07/jun/2005


Elizângela Rodrigues Teixeira

Título: O poeta Murilo Mendes na revelação autobiográfica de A idade do serrote.

Resumo : Esta dissertação de Mestrado em História da Literatura, intitulada "O poeta Murilo Mendes na revelação autobiográfica de A idade do serrote" se debruça sobre a autobiografia A idade do serrote, do poeta modernista brasileiro Murilo Mendes. A proposta é demonstrar que o poeta resgata, através da narrativa autobiográfica, a sua trajetória em direção à poesia. A idade do serrote se estabelece como uma narrativa de nascimento, que registra os ritos de passagem que Murilo Mendes vivenciou no seu percurso existencial até alcançar a maturidade, quando finalmente estabeleceu-se como poeta, assumindo a poesia como sua função social.

Data da defesa: 29/ago/2005

Clique aqui para visualizar a Dissertação


Fernanda de Ávila Branco

Título: A presença e o papel da literatura no jornal caricato O Diabrete (1875-1881).

Resumo : A literatura sul-rio-grandense manteve uma estreita relação com a imprensa, principalmente no século XIX, período no qual houve um grande florescimento da produção literária no Rio Grande do Sul. Muitas obras literárias tiveram as páginas dos periódicos como único veículo de divulgação. Assim, algumas obras que poderiam revelar dados importantes a respeito dos primórdios da produção literária sulina desapareceram ou permanecem esquecidas nas bibliotecas e/ou acervos particulares que preservam estes mananciais histórico-literários.Para que possamos reescrever a história literária rio-grandense e compreender o desenvolvimento de nossa produção, precisamos resgatar estes textos e disponibilizá-los a outros pesquisadores. Deste modo, a presente pesquisa tem como objetivo resgatar a produção literária publicada no periódico O Diabrete, o qual circulou no período de 1875 a 1881 no município de Rio Grande. A fim de proporcionar o contato de outros pesquisadores e interessados nas relações entre a literatura e a imprensa no século XIX e também preservar estes exemplares raros que se encontram em precárias condições de conservação, esta pesquisa apresenta a indexação de todas as matérias publicadas no periódico e de seus respectivos autores, além de uma antologia dos textos literários. Embora os índices abordem todo o conteúdo do hebdomanário, o corpusdesta pesquisa são as matérias literárias. Nesta perspectiva, o foco desta dissertação é a análise da produção literária veiculada no município do Rio Grande, através do periódico caricato O Diabrete. As manifestações literárias são analisadas através do estabelecimento de relações entre estas obras e o ideário romântico e a linha discursiva adotada pelo periódico.

Data da defesa: 22/ago/2005

Clique aqui para visualizar a Dissertação


Jaqueline Thies da Cruz Koschier

Título: Mata-me de prazer... a ironia verissiana em O clube dos anjos.

Resumo : O escritor Luis Fernando Verissimo, gaúcho de Porto Alegre, tem fama reconhecida em todos os meios populares tais como jornais, revistas e textos na internet. O público leitor aprecia sua linguagem despojada, sua ironia e, principalmente, seu humor. Todavia o reconhecimento acadêmico-científico de sua narrativa ainda não pode ser equiparado ao sucesso de vendas no Brasil e no mundo. Esta dissertação pretende analisar a presença da ironia e das estruturas paródicas no romance O clube dos anjos (1998), com o intuito de resgatar o texto de Luis Fernando do meio popular para estudá-lo à luz das teorias literárias, notadamente as de Linda Hutcheon e Mikail Bakhtin, contribuindo assim para que ele ocupe seu merecido lugar no cânone da Literatura Brasileira.

Data da defesa: 22/ago/2005

Clique aqui paravisualizar a Dissertação


Kátia Cilene Flores Cunha

Título: A leitura crítica de Jorge Luis Borges no Rio Grande do Sul.

Resumo : O presente trabalho consiste na análise da recepção crítica da obra do escritor argentino Jorge Luis Borges no Rio Grande do Sul, no período histórico compreendido entre as décadas de 70 e 90. Este estudo se desenvolve a partir da focalização dos centros conceituais, das correntes teóricas, da formação profissional dos críticos e da tipologia dos trinta e três textos que constituem esta fortuna crítica. Busca-se, através do mesmo, desvelar a importância da crítica sul-rio-grandense sobre Borges e demonstrar como os elementos de teor temporal e regional influenciam na recepção, interpretação e análise da obra literária do escritor em foco, almejando mostrar a significação e a repercussão desse corpus, considerando-se o momento de escritura, bem como o momento atual. Este estudo tenta mostrar-se original, na medida em que não focaliza a obra literária de Jorge Luis Borges, visto que a mesma já foi muito enfocada, mas o modo como a mesma foi lida no contexto historiográfico do Rio Grande do Sul, pela crítica literária.

Data da defesa: 26/ago/2005

Clique aqui para visualizar a Dissertação


Kelley Baptista Duarte

Título: Carmen da Silva: nos caminhos do autobiografismo de uma 'mulheróloga'.

Resumo : A feminista rio-grandina Carmen da Silva (1919-1985), mais reconhecida no âmbito jornalístico, tentou consolidar o talento de escritora por meio de sua produção literária. O romance Sangue sem dono (1964) apresenta parentesco íntimo com a narrativa autobiográfica e revela a influência da feminista Simone de Beauvoir. As adversidades, as barreiras e os preconceitos que Carmen da Silva enfrentou na sociedade rio-grandina serão relatados na autobiografia Histórias híbridas de uma senhora de respeito (1984). Ao considerar o autobiografismo prenunciado em Sangue sem dono, constata-se que a escritora iniciou sua produção literária sob os novos parâmetros da escrita feminina. A crítica literária canadense contemporânea contribuirá para se comprovar a posssibilidade de revisitar a produção de Carmen da Silva. Esta pesquisa propõe recuperar sua trajetória de vida, a partir da análise das "narrativas do eu", e trazer à luz a escritora rio-grandina no âmbito da academia.

Data da defesa: 01/jul/2005

Clique aqui para visualizar a Dissertação


Marlene Rodrigues Brandolt

Título: O eu em O rio do meio de Lya Luft num discurso representativo da condição feminina.

Resumo : Ao analisar a obra de Lya Luft O rio do meio (1996), esta dissertação procura traçar uma perspectiva da construção do sujeito feminino, valendo-se de críticas feministas. Segue uma leitura hermenêutica, baseada no processo narrativo em primeira pessoa da obra de Lya Luft, que assume importância sobretudo na escrita da mulher. Esta análise será introduzida com exemplos do texto para delinear a presença do tema na literatura luftiana, o que fornece um panorama geral da representação estética do sujeito feminino. O discurso luftiano questiona através de seus próprios enunciados um tempo patrilinear, cuja experiência se revela na análise desse sujeito. Em oposição à tradição cultural, a narração de Lya Luft provoca uma postura voltada para o sentido de libertação, principalmente pessoal. Este estudo discute ainda uma estética reveladora das transformações do sujeito feminino e do ato de criação.

Data da defesa: 24/ago/2005

Clique aqui para visualizar a Dissertação


Sandro Fobres Viana

Título: José Veríssimo: tendências e tensões na escrita da História da literatura brasileira

Resumo : Este trabalho pretende analisar uma história da literatura sob a luz das teorias de história literária, visando identificar os diversos fatores que foram determinantes na sua estruturação. A obra escolhida foi a História da literatura brasileira de José Veríssimo, porque ela representa um divisor de águas entre as abordagens sociológicas e as estéticas da história da literatura. No decorrer da análise procuramos demonstrar como a preferência do autor pelo Romantismo, somada a sua identificação com a obra e o pensamento crítico de Machado de Assis, foram determinantes para a elaboração dos seus critérios. Também apontamos os momentos em que o historiador deixou-se conduzir pelo desejo de defender seus pontos de vista contra a opinião de outros historiadores e críticos de literatura, desviando-se da meta de simplesmente historicizar a literatura nacional. Finalmente, procuramos demonstrar o quanto a coerência e organização de uma história da literatura são construídos pelo historiador.

Data da defesa: 19/ago/2005

Clique aqui para fazer visualizar a Dissertação